Informe Lex

 
 

Notícias Tributárias

  • Bolsonaro reitera aposta em queda da Selic para 4,5% e comemora menos gastos com juros da dívida

    09 de dezembro de 2019

    "Essa dívida interna monstruosa, tem que sinalizar que ela está em declínio. Conversando com o Roberto Campos, presidente do Banco Central, o juro, que está 5%, vamos supor que seja mantida a taxa Selic a 5%, isso aí vai proporcionar de economia no ano que vem 97 bilhões de reais. Em vez de 400 bilhões, vamos gastar 300 bilhões", disse Bolsonaro em vídeo transmitido ao vivo pelo Facebook.

    "Se cair mais 0,5%, que pode ser que caia agora na próxima reunião do Copom, nós vamos gastar menos com isso", acrescentou.

    A taxa Selic está atualmente em 5,0% e a expectativa do mercado financeiro é que seja mesmo reduzida para 4,5%, como já indicou o próprio Banco Central. O Copom vai se reunir pela última vez no terça e quarta-feiras desta semana.

    O presidente afirmou ainda no vídeo que se a Selic continuar caindo e se aproximar da inflação, "basicamente está equacionada a questão da dívida interna nossa, um pouco equacionada".

    Fonte: Terra Economia

 
Informe Lex
Rua Dona Francisca, 260 - sala 1408 | CEP 89.201-250 | Centro - Joinville - SC
(47) 3027-7908 | [email protected]